Notícias

Presidente do TJMA dialoga sobre justiça com estudantes de projeto CEEB

Foto: Ribamar Pinheiro - TJMAAproximadamente 50 estudantes de 11 a 13 anos participaram de um momento de diálogo com o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Cleones Cunha, durante a sua passagem pela cidade de Santa Inês, na última semana. A oportunidade aconteceu no Centro Educacional Eurípedes Barsanulfo – CEEB, projeto capitaneado pelo advogado Jorge Haddad, natural da cidade maranhense, que conta com patrocínio, apoio, parcerias e doações de diversas empresas e pessoas físicas em todo o país.

Uma das primeiras perguntas feitas ao magistrado foi “o que é justiça?”. Sofia Santos, de 11 anos, estudante do 5º ano, foi quem o questionou. “Se houvesse mais tempo, com certeza ficaria horas conversando com esses jovens, que demonstraram um grande interesse e senso crítico. Esses momentos são importantes para qualquer um de nós, profissionais, porque renovam nosso dia e nos dão esperança de um futuro melhor”, comentou Cleones Cunha, após quase uma hora de conversa, em que foram narradas experiências suas como estudante, magistrado e até o encontro com uma conterrânea.

Leomara Silva, 11 anos, nasceu e tem família em Tuntum, município onde o presidente do TJMA nasceu. “Olha que alegria, entre tantos estudantes, encontrar uma de Tuntum em Santa Inês”, declarou o magistrado.

Outra pergunta que surpreendeu a todos foi se o magistrado, em algum momento, teve dúvidas em relação a algum caso que estivesse julgando. “Sim! Com certeza. E nesses casos, nós relemos o processo todo, ouvimos testemunhas e buscamos todos os elementos possíveis que nos tragam a certeza”, comentou ele, exemplificando as situações por meio de histórias verídicas ou parábolas.

“Foi muito legal receber o desembargador na nossa escola. Aprendemos muito. Mas apesar de achar muito legal a carreira, continuo querendo ser cientista, na área de astrofísica”, disse Sofia Santos, ao final do encontro.

INTEGRAÇÃO – Para o desembargador Cleones Cunha, o momento teve ainda mais relevância por mostrar aos estudantes de Santa Inês que vale a pena lutar para conquistar o que se quer. “A primeira coisa que temos que fazer na vida para chegar mais longe ou simplesmente aonde queremos é estudar. Sempre quis ser juiz e com muito estudo e perseverança, consegui”, completou.

Foi estudando Direito na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), que o desembargador conheceu o idealizador do Centro Educacional visitado: Jorge Haddad. Advogado natural de Santa Inês, em 2009 ele começou a realizar o sonho de contribuir com a educação da sua cidade. “Foi aqui que estudei até o fim do ginásio (hoje ensino fundamental) e sempre quis realizar algo relacionado à educação, que sempre foi deficitária na cidade. Hoje, começamos a ver, conversando com as crianças, que está dando resultado. Aos seis anos, aqui no CEEB, a alfabetização já é completa”, revelou Haddad.

As primeiras turmas do Centro Educacional Eurípede Barsanulfo tiveram início em 2010, com 50 alunos do pré-1 infantil, com 4 anos, que é quando devem ingressar as crianças na escola. Em 2017, a escola chegou ao número de 430 alunos. O objetivo do CEEB é formar as crianças do pré ao 9º ano do Ensino Fundamental, de forma integral, com apoio psicopedagógico para elas e a família, aulas de inglês, informática, filosofia, educação física e toda a grade curricular obrigatória. As crianças passam o dia no Centro Educacional, com acompanhamento e três refeições – café da manhã, almoço e lanche da tarde.

Para ingressar no CEEB, é necessário que a família preencha um formulário bem detalhado com aspectos econômicos, sociais e familiares; depois, é feita uma avaliação por um corpo pedagógico da escola e, em seguida, uma visita aos pré-candidatos a ingressarem. “O objetivo da escola é trazer aquelas crianças mais carentes, que têm uma chance menor de sair do lugar de risco”, explica Jorge Haddad. A cada ano podem ingressar até 150 novos estudantes de 4 anos. Quando há vagas em outras séries, o mesmo critério de seleção é adotado.

O Centro Educacional Eurípede Barsanulfo é mantido através de doações de empresas e pessoas físicas de todo o país. Todo o valor arrecadado é investido no projeto, cujos balancetes mensais de sua utilização são publicados no site da instituição – www.projetoceeb.org.br no campo de transparência.

Fonte: Assessoria de Comunicação do TJMA (asscom@tjma.jus.br/(98) 3198-4370)

Captura de Tela 2017-09-26 às 10.36.50 Captura de Tela 2017-09-26 às 10.37.25 Foto: Ribamar Pinheiro - TJMA

Deixe seu Comentário